Julho (sem plástico) acabou e agora?

plasticos empilhados

Você de alguma forma foi impactado pela campanha #julhosemplastico? E impactou positivamente o planeta aderindo a ela?
A ideia principal da campanha que surgiu em 2011, na Austrália e já se expandiu para os quatro cantos do globo, era diminuir o uso de plástico no dia a dia durante o mês de julho.
Hoje, o movimento já ganhou um cunho mais educativo e, claro, não se limita mais apenas ao mês de julho. 

Entramos em agosto e agora? Podemos voltar a consumir e usar o plástico indiscriminadamente? 

É claro que não, né? 

Julho informa, pro restante do ano a prática se fortalecer

A importância da redução do uso de plástico, o incentivo à utilização de materiais reutilizáveis e duráveis e a proposta das trocas positivas são temas abordados ao longo do mês de julho para informar a população das consequências drásticas decorrentes do mau uso do plástico.
Fazemos o exercício de se atentar a cada item plástico que consumimos no dia a dia e percebemos que, sim, ele está em praticamente TUDO

Um relatório da WWF mostra que, desde o ano 2000, mais de 75% de todo o plástico produzido no mundo já virou lixo – ou seja, está poluindo aterros, rios, mares – já que a taxa de reciclagem do plástico beira os 9% no mundo. No Brasil, esse número ainda cai para 3%. Isso traz consequências prejudiciais para a vida selvagem, para os sistemas naturais e para os seres humanos

Nos responsabilizar pelo que consumimos e como descartamos, cobrar empresas para obrigatoriamente pensarem seus produtos de maneira mais circular, trabalhando em conjunto com organizações, catadores, cooperativas. Só com essa união de forças e experiências é que conseguiremos solucionar o problema mundial do plástico. 

 

Quando a grande ficha cai… 

Costumamos falar que tomar consciência das coisas é um caminho sem volta. A partir do momento em que você entende o impacto negativo e os prejuízos pro planeta que aquela pequena e, aparentemente, inofensiva haste flexível azul (aquele que usamos para, entre outras coisas, limpar a orelha) causa, você não vai consumi-la mais da mesma forma.

E com esse sentimento que queremos propor de agosto em diante as TROCAS POSITIVAS. 

Não estamos falando aqui para abolirmos de vez o plástico ou só comer orgânicos todos os dias. Esse seria, certamente, o plano perfeito. Mas não é dessa forma que agimos. 

O mundo já nos cobra demais – casa, trabalho, família…! As escolhas mais ecológicas e positivas não precisam e não devem ser mais uma tarefa na rotina. Por aqui, queremos que sua jornada ecológica seja mais leve e gradual, mas que seja perene, ou seja, constante. Um pouquinho por vez, uma mudança aqui, outra ali, mas sempre refletindo sobre cada produto consumido, cada matéria-prima usada, cada embalagem, cada descarte. Tudo isso é fundamental!

Na positiv.a, a gente pensa em tudo isso pra você e te entrega o melhor resultado! Pra deixar sua rotina mais prática e com uma pegada muito mais ecológica!

Quer dicas para começar a jornada livre de plástico?
Vem aqui com a gente! 

Fontes: Solucionar a poluição plástica: Transparência e responsabilização, WWF, 2019

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.