Dia Mundial da Alimentação

Nos últimos cinco anos, o número de pessoas em situação de fome grave aumentou 43,7% no Brasil. E mais de um terço da população do país teve dificuldades para garantir sua alimentação nos anos de 2017 e 2018. Mais de um terço!

É mais que tempo de trazer essa pauta à tona. A fome não espera. É questão de sobrevivência.

É preciso não só debater e resolver o problema do fome como colocar em jogo o que se come no Brasil. Do quê se alimenta o brasileiro?

A fome é um problema crônico em sua maioria nas grandes cidades. Em asfalto não se planta.

É tempo de nos reaproximarmos da terra. De valorizar aquilo que a terra nos dá. Lembrar que somos Natureza e de Natureza vivemos. É a Natureza que nos alimenta. É de Natureza que devemos nos alimentar.

Industrializados, ultraprocessados, açúcares, conservantes isso tudo é veneno, não alimento.

Um cuidado, uma conquista

O Guia Alimentar para a População Brasileira foi lançado em 2014 e reconhecido mundialmente por seus avanços. Fez parte de uma das estratégias para implementação da diretriz de promoção da alimentação adequada e saudável que integra a Política Nacional de Alimentação e Nutrição. O Guia vem recebendo inúmeras ameaças de reformulações e edições, por pressão do agronegócio e dos interesses da bancada ruralista. Fiquemos atent@s para proteger nossas pequenas conquistas.

Neste dia que paramos pra refletir sobre a comida no prato, e na comida que falta no prato de muita gente, relembramos que alimentação é generosidade, solidariedade, cultura, natureza, cuidado e direito à vida.
Tudo isso pensando no planeta como nossa grande casa em comum!

Convidamos cada um de vocês a oferecer uma marmita para alguém em situação de rua. Hoje e sempre que possível.
Quem tem fome não sonha, e é preciso sonhar pra construir o futuro.

Vamos junt@s!
Pela agroecologia, pelo prato colorido e cheio de cada um nesse Brasil!

(Acesse aqui o Guia Alimentar para a População Brasileira)

 

Em tempo, o Comitê Nobel Norueguês concedeu no último dia 9 o Prêmio Nobel da Paz de 2020 ao Programa Mundial de Alimentos (PMA), uma agência da Organização das Nações Unidas (ONU) com sede em Roma. Não à toa…

 

Fonte: IBGE

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *