Banho de assento no pós-parto alivia a dor?

Banho de assento

O banho de assento é um método ancestral, passado de geração para geração como uma forma de aliviar diversos sintomas nas partes íntimas.

Além de ser um grande aliado da saúde íntima, também é ótimo para acelerar a cicatrização, sendo recomendada para auxiliar no pós-parto. A seguir, confira como essa prática milenar pode auxiliar na sua recuperação!

O que é banho de assento?

Segundo Fabiana Nakano, ginecologista da Medicina Reprodutiva Campinas, banho de assento é o ato de ficar com a parte íntima na água por alguns minutos.

A prática pode ser utilizada como tratamento auxiliar para alívio de sintomas como coceira e irritação.

Veja o passo a passo para preparar o banho de assento:

  • Ferva de 3 a 4 litros de água limpa;
  • Deixe esfriar e quando estiver morna ou natural, despeje o conteúdo em uma bacia, na altura suficiente para cobrir a parte íntima;
  • Permaneça de 2 a 3 minutos no banho de assento;
  • Utilize uma toalha macia para secar a região.

Algumas ervas que possuem ação cicatrizante e anti-inflamatórias são: camomila, barbatimão, amora branca, malva e artemísia.

Você também pode colocar algumas gotas de óleo de lavanda no banho de assento, pois ele atua na diminuição das dores, além de gerar conforto e relaxamento.

Banho de assento no pós-parto alivia a dor?

Sim. Além de ajudarem a aliviar o desconforto na região genital, os banhos de assentos são uma ótima forma de acelerar a cicatrização, já que aumentam o fluxo de sangue para o local.

Sendo assim, podem ser feitos logo após as primeiras 24 horas após o parto. Para isso, após preparar o banho, ainda é possível adicionar sais na água, já que eles têm efeito antibacteriano e anti-inflamatório que ajudam ainda mais na cicatrização.

Mas atenção: sempre consulte o/a obstetra antes de tentar qualquer procedimento que não tenha sido recomendado ou informado pelo médico.

Outros benefícios

O banho de assento é um excelente aliado para a saúde íntima e alguns de seus benefícios são:

  • Auxílio na cicatrização;
  • Combate às infecções;
  • Equilibra o PH da vulva;
  • Ótimo para o tratamento de doenças localizadas no baixo ventre.

Além de ajudar na saúde íntima, as ervas também trabalham as energias vital e mental do corpo.

Por fim, vale lembrar que essa prática também é uma forma de autocuidado, ou seja, um momento de conexão com o corpo e a mente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.